19/07/2019

NÃO É SÓ SOBRE NÚMEROS DO INSTAGRAM


Olá, pessoa amiga!
Desdo do dia 17 de junho, o Instagram ocultou os números de curtidas das fotos e vídeos publicados em todos os perfis da rede social no Brasil. Essa ainda é a fase teste por aqui, mas seguindo a tendência de outros países, assim como Canadá, onde as curtidas do aplicativo foram ocultadas de forma permanente, fazendo com que só o administrador do perfil veja a quantidade de curtidas de cada postagem, podemos ter em breve a notícia que as curtidas não vão voltar a ser exibidas nos perfis do Brasil.
Com essa iniciativa o Instagram quer avaliar se a mudança vai ajudar, os usuários a se conectarem mais com os conteúdos do que com os números das publicações.
Não é de hoje que se entende que o Instagram se tornou uma rede tóxica, e isso está diretamente ligado aos números, tais números que ao invés de serem positivos, acabam tornando muitos dos usuários da rede, reféns de um conteúdo quantitativo e não qualitativo.
Se entende também que para pessoas que trabalham com as redes os números sejam necessários, mas é preciso avaliar a questão da falsa sensação de poder que os números podem dar as pessoas, fazendo com que a qualidade do conteúdo perca o propósito.
É preciso estar atento a todo o momento na relação quantidade e qualidade, pois podemos facilmente nos perder na questão do poder dos números e nas relações superficiais.
Você consegue perceber a influência dos números na sua vida? Boa parte das pessoas não conseguem e se tornam reféns dos números!
Levando em consideração a questão dos números, quantas notícias temos de pessoas que trabalham com as redes sociais, que estão muito bem na parte financeira, mas que acabam em depressão, pois estão presos ao ciclo de números de curtidas e de seguidores, fazendo com que seu trabalho funcione de forma automática e não sustentável.
Não podemos desconsiderar que nossas vidas funcionam com base nos números, eles são necessários para que você seja a provado na escola / universidade, que você receba um salário, que pague suas contas e compre coisas. Mas não somos maquinas, e devemos viver de forma equilibrada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário